Posted by acdporto

O Monopólio Privado nos Aeroportos não é o modelo que mais promove a competitividade da região de Lisboa

De facto, este modelo corresponde a menos 21.000 empregos na região e menos 480 milhões de euros de riqueza criada, o que representa cerca de 350€ por trabalhador.

Assim, embora o impacto no emprego seja proporcionalmente superior no Norte e Algarve, ao nível da competitividade é sobretudo em Lisboa que o modelo de PPP Regional tem maior impacto.

Nota: As projecções efectuadas não têm em conta eventuais efeitos resultantes da centralização de voos em Lisboa no modelo de monopólio privado (situação que tem acontecido normalmente nas situações de monopólio).
Note-se que essa centralização não alteraria os resultados a nível nacional, apenas resultaria numa redistribuição regional das perdas, que seriam sobretudo alocadas no Norte e Algarve.
No entanto, o impacto do modelo PPP é de tal forma significativo em Lisboa, que é claramente vantajoso mesmo em comparação com uma centralização num monopólio privado.